Seg, 26 Setembro, 2022  |

Assembleia Geral de Acionistas aprova PAO

2020-06-16

Os Acionistas da Águas do Douro e Paiva (AdDP) reunidos no Hotel Porto Palácio, no passado dia 15 de junho, em Assembleia Geral aprovaram, por unanimidade, o Plano de Atividades e Orçamento (PAO) para 2019 e para 2020, bem como a substituição do representante da Sociedade de Revisores Oficiais de Contas da sociedade e ratificaram a designação, por cooptação, do Eng.º Vítor Manuel Simões Dias, para o cargo de Administrador Executivo do Conselho de Administração da sociedade, decisão que havia sido tomada pelo Conselho de Administração, no passado dia 4 de maio último.

Realça-se que o PAO 2020 apresentado nesta Assembleia Geral, foi elaborado de acordo com as instruções da Direção Geral do Tesouro e Finanças, da AdP- Águas de Portugal, SGPS, S.A. e a Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos e enquadrado no âmbito dos pressupostos do Estudo de Viabilidade Económico Financeira.

Os valores previsionais apresentados resultam da evolução do volume de atividade de acordo com o histórico e as tarifas já definidas no Contrato de Concessão, tendo em conta os recursos financeiros e as fontes de financiamento, a missão e objetivos, estratégias de sustentabilidade nos domínios económico, social e ambiental.

Assim, e de modo a cumprir com as Orientações para o Setor Empresarial do Estado, é monitorizado o indicador Plano de Redução de Custos que mede o peso dos gastos operacionais no volume de negócios.

No que se refere ao investimento a realizar em 2020, merecem destaque a conclusão da construção do novo reservatório em Lever Sul, que aumentará a capacidade armazenamento de mais 10.000 m3; a instalação de um novo grupo de bombagem na ETA de Lever; a reabilitação da Adutora Ramalde – Pedrouços; a construção do sistema de abastecimento de água a Baião (zona nascente); o reforço estrutural do edifício da ETA do Ferro; a reabilitação da cobertura do edifício de desidratação da ETA de Lever; a reabilitação do sistema de ozonização da ETA de Lever e a construção de novos pontos de entrega em Lousada.

No cômputo geral a AdDP apresenta uma grande estabilidade na sua atividade e um grau de eficiência assinalável, o que resulta num Desvio de Recuperação de Gastos (DRG de natureza superavitária. Para 2020, a AdDP assinala como prioridades a revisão do EVEF numa altura em que se aproxima o fim do primeiro quinquénio após a cisão da Águas do Norte; a revisão do projeto tarifário e a Componente Tarifária Acrescida (CTA); a avaliação minuciosa dos efeitos provocados pela crise pandémica, desde o teletrabalho até às consequências económicas e financeiras.